quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Missionários Batistas acusados de tráfico de crianças são presos no Haiti



Por Leonardo Gonçalves
Postado no Pulpito Cristão

O Haiti, país mais pobre das Américas, passou recentemente pela pior tragédia de sua história. O terremoto do dia 12 de dezembro deixou mais de 200 mil mortos e uma multidão de desabrigados. Nações ao redor do mundo se comoveram com a tragédia insular e forças de ajuda começaram a se organizar, levando alimento, assistência médica, roupas e outros produtos de primeira necessidade para o país.

Em meio a todo este caos e desespero, surgem também dez missionários batistas, detidos e acusados de tráfico de crianças. O grupo faz parte da organização batista New Life Children’s Refuge. “Nós viemos ao Haiti para ajudar aqueles que realmente não tinham outra fonte de ajuda’, disse Laura Silsby, à rede de TV CNN. “Nós acreditamos que a verdade vai ser revelada e estamos orando por isso”, completou.

Apesar da pressão da mídia, os missionários tem conseguido provar que não estavam tirando as crianças contra a vontade das mesmas ou dos seus pais. Anchello Cantave, agricultor de Callebasse, declarou à AFP: “Eu daria meu filho de novo. Ansitho merece uma vida melhor do que a nossa”. Como outros pais, ele entregou o filho de 5 anos para os missionários de Idaho. “Os americanos levaram as crianças com o nosso consentimento”, afirmou Fritzian Valmont, pai de três meninas de 11, 8 e dois anos. Ele e sua mulher decidiram entregar “a do meio” aos missionários, admitiu.

A polícia haitiana informou que os americanos foram detidos sob a acusação de tráfico depois de terem tentado deixar o país com o grupo de 33 menores haitianos, sem portar nenhum documento apropriado. Um juiz haitiano condenou os dez por tráfico de crianças. “Deus é nosso provedor e nos dará força e conforto”, disse Carla Thompson, um dos membros do grupo. “Nós temos nossas bíblias e estamos muito bem”.

O lema do grupo é “Salvar os órfãos abandonados nas ruas, hospitais e orfanatos em ruínas”.

***