quinta-feira, 4 de março de 2010

Cristãos são presos e esposa de pastor fica gravemente ferida na China

Para muitas mulheres, a profissão do marido é simplesmente um meio de sustento. Para as esposas de pastores das igrejas não registradas, o trabalho de seus maridos podem levar à dor e sofrimento físico. Para Chen Hailan, esposa do pastor Guo Quanyou, significou uma vértebra quebrada, uma concussão e fortes dores.

No dia 19 de outubro de 2009, 60 cristãos estavam em comunhão durante um culto na casa do pastor Guo Quanyou, em Neixiang. Por volta das 10h, 18 policiais armados cercaram a casa, prenderam e interrogaram os cristãos. A polícia os acusou de “perturbar a ordem pública em nome da religião” e prendeu cinco cristãos.

No dia 30 de outubro, a delegacia de Neixiang aumentou a pena do líder Guo Quanyou para um ano de reeducação por trabalho e uma multa de 2.000 RMB. Quando a polícia chegou na casa do irmão Guo para prendê-lo, eles jogaram Chen Hainlan no chão. O impacto provocou uma concussão e quebrou sua 12º vértebra. Chen Hailan tem sofrido de enxaqueca e mal pode se mover por causa da dor.

A ChinaAid condena esse ataque aos inocentes cristãos de Neixiang e quer saber como uma reunião cristã pacífica pode “perturbar a ordem pública”. A organização pede que Guo Quanyou seja solto e que repare as agressões sofridas pela família e os danos financeiros.